Time de profissionais Cristiane Schiavoni, Henrique Freneda, Pati Cillo, Oliva Arquitetura e Panapaná Estúdio de Projetos reúnem dicas preciosas para quem aguarda o imóvel comprado na planta

Arquitetura para apartamento na planta

Arquitetos sugerem como deixar os ambientes prontos para morar: Cristiane Schiavoni, Fernanda Mendonça, Bianca Atalla, Elisa Ju, Pati Cillo, Isadora Araujo e Henrique Freneda

Segundo dados recentes do mercado imobiliário a venda de apartamentos novos registrou um aumento significativo. Isso ressalta a importância da concepção de um projeto de arquitetura e decoração.

Algumas orientações de escritórios especialistas no tema, como Cristiane Schiavoni, do escritório que leva seu nome, Henrique Freneda, do Freneda Interiores, Pati Cillo, da Pati Cillo Arquitetura, Elisa Ju, do Oliva Arquitetura, e Isadora Araujo, do Panapaná Estúdio de Projetos.

Primeiros Passos – Comprar o imóvel na planta pode trazer uma grande economia financeira para o consumidor. Aproveitar o tempo de espera até a entrega das chaves para planejar é o primeiro passo para que o projeto saia do jeitinho que sonhou. Nesse interim, contratar um arquiteto é fundamental para acompanhar todo o projeto, desde a entrega das chaves até o final da obra. “Muitos ainda pensam que contratar um especialista é muito caro.

Mas a equação mostra que contar com um profissional para auxiliar na escolha de materiais, composição de cores, seleção de fornecedores e acompanhamento da mão de obra resulta em economia no cronograma de gastos. E nós sabemos que quem está pagando um imóvel não tem uma verba muita alta nessa altura do campeonato”, revela o designer de interiores Henrique Freneda.

Antes de escolher o arquiteto, procure indicações, pesquise estilos e veja os portfólios. Assim fica mais fácil definir o profissional que tenha a ver com seu estilo e propósito. “Em linhas gerais, é importante buscar essa definição com pelo menos três meses de antecedência, prazo que pode variar conforme o tamanho do apartamento. Antes da construtora entregar as chaves ao proprietário, é possível adiantar todo o conceito do projeto, deixando pronto o que chamamos de Estudo Preliminar”, revela Isadora Araujo, do Panapaná Estúdio de Projetos.

A contratação de um profissional viabiliza a emissão do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT), documento que comprova a existência de um responsável devidamente habilitado e com situação regular perante o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU). “O documento é necessário antes de qualquer obra ou reforma dentro de um apartamento e está determinado pela norma NBR 16.280/2014, publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas.

A regulamentação é necessária para impedir que modificações irresponsáveis coloquem em risco a segurança das edificações”, explica a arquiteta Pati Cillo.

Antes de pegar as chaves – Antes de tudo, faz-se necessária a realização de uma vistoria com a construtora para o recebimento das chaves. “Nesta hora, recomendo observar todas as esquadrias, se não existem manchas de umidade e, para os revestimentos, checar se estão em perfeita ordem, isto é, sem riscos, trincas ou até mesmo com falta de rejunte”, enumera a arquiteta Cristiane Schiavoni.

A arquiteta também revela a importância de verificar toda a parte de instalações. “Abra todas as torneiras para verificar a existência de vazamentos ou ralos entupidos e lembre-se de testar a caída de água do box. Dependendo da construtora, pode-se também testar a corrente elétrica nas tomadas e, caso não seja feito, é necessário anotar na documentação”, revela a arquiteta Cristiane.

O cronograma de obras também pode ser definido antes mesmo de pegar as chaves, agilizando todo o processo quando forem entregues. “Nesse calendário de etapas marcamos as eventuais demolições e execução de novas paredes, a troca dos sistemas de hidráulica e elétrica, realizadas em caso de mudança de posição, execução forro de gesso, instalação de revestimentos e pintura. Só depois disso entram os móveis, luminárias decorativas e retoques de pintura”, explica a arquiteta Pati Cillo.

Depois de pegar as chaves – “Pegar as chaves concretiza a compra em si e o proprietário passa a ser responsável pelos encargos como o IPTU e o condomínio. Contratar um arquiteto com antecedência faz com que a obra comece o quanto antes, evitando que a taxa condominial seja paga sem a utilização ou elimine o aluguel na residência antiga. Quem não quer morar logo no imóvel que tanto esperou, não é mesmo?, relata a arquiteta Elisa Ju, à frente do Oliva Arquitetura.

Com um bom profissional, fica mais fácil avaliar as necessidades de mudanças e aproveitamentos dos itens entregues pela construtora. Porém, independentemente de ter ou não um profissional envolvido, o comprador precisa determinar a finalidade do imóvel. “Se você comprou o imóvel para morar, com certeza vai querer investir mais, com escolhas de qualidade e que revelem a personalidade e gostos pessoais.

Agora, se o apartamento foi adquirido para investimento, seja para venda ou locação, é recomendo executar o necessário, sem a necessidade de adquirir tudo de primeira linha”, exemplifica Henrique Freneda.

Apartamento novo demanda grande investimento financeiro, pois precisa receber revestimentos, iluminação, móveis… “Em média, ressalto que o morador precisa prever um valor de 2.000/m² para reforma, mobiliário, eletrodomésticos e honorários do profissional que vai te auxiliar”, revela a arquiteta Isadora Araujo, do Panapaná.

A arquiteta Isadora também trouxe uma dica universal e infalível para quem não tem prazo ou verba suficiente para personalização do imóvel: Não invente moda! “O caminho é estabelecer prioridades. Foque, por exemplo, na colocação de piso nas áreas que são recebidas no contrapiso, como sala e quartos. Com um orçamento mais apertado, o piso vinílico se apresenta como financeiramente viável e é fácil de trocar no futuro.

Mantenha os acabamentos frios e pedras entregues pela construtora, já que a troca demanda mais tempo e verba. Inicialmente, invista apenas em itens de marcenaria mais necessários e que precisam ser feitos sob medida como guarda-roupas e armários de cozinha, os móveis soltos podem ser postergados”, finaliza.

Contatos:
Cristiane Schiavoni
(11) 3649-4900
http://www.cristianeschiavoni.com.br/

Pati Cillo Arquitetura
(11) 969-306-898
https://www.paticillo.com.br/

Oliva Arquitetura
Arquitetas: Fernanda Mendonça, Bianca Atalla, Elisa Ju
(11) 971-782-643 / 996-579-979
https://www.oliva.arq.br/

Panapaná Estúdio de Projetos
(11) 5083-6264
https://www.panapana.arq.br/

Henrique Freneda
(11) 973-010-330
http://www.frenedainteriores.com.br/

 

Conecte-se